Consumo consciente de energia elétrica: economia no bolso e preservação do planeta

Consumo_consciente_de_energia_eletrica

Confira esse incrível artigo sobre Consumo consciente de energia elétrica que irá te ajudar na economia do seu seu bolso e na preservação do meio ambiente.

Você já parou pra pensar que praticamente tudo que fazemos exige o uso de energia elétrica? É algo que está tão intrínseco à nossa rotina que, às vezes, não nos damos conta e acabamos desperdiçando-a, o que afeta diretamente nosso bolso e o meio ambiente. Por isso é tão importante estarmos atentos ao consumo consciente de energia elétrica.

No Brasil, de acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros, mais de 60% da energia elétrica produzida é proveniente de usinas hidrelétricas. Esse tipo de produção energética é considerado advindo de uma fonte renovável, a água. Mas hoje, muitos estudos mostram que devemos tratar da água como sendo um recurso finito, porque, embora haja a reposição, não é o suficiente para o aumento desenfreado da quantidade de uso.

Genebaldo Freire, doutor em ecologia e autor de vários livros sobre educação ambiental, destaca alguns fatos relacionados ao consumo de energia: “desperdício, consumismo, poluição e desmatamento, e isso tudo numa pressa danada, com uma população que cresce em 75 milhões de pessoas a cada ano no mundo”. Em território nacional, de acordo com o Instituto Trata Brasil, o desperdício de água aumentou pelo terceiro ano seguido. 

Quando falta água para geração de energia, nos períodos de estiagem, por exemplo, são acionadas as usinas termelétricas, que comprometem ainda mais o meio ambiente, já que a emissão de poluentes decorrentes do processo de geração é ainda maior. E comprometem também nosso orçamento, porque é um processo de geração energética mais caro, por isso a “bandeira vermelha” na nossa conta de luz.

No bolso, percebemos o impacto não só durante os meses em que os reservatórios de água que são utilizados para geração de energia estão com sua capacidade de armazenamento reduzida… basta alguns banhos mais longos, horas a mais com o ar-condicionado ligado, esquecer luzes acesas ao sair de casa ou aqueles minutos pensando com a porta da geladeira aberta para sentirmos a diferença na hora de pagar. O consumo consciente de energia se mostra como um grande aliado da economia doméstica.

Veja Também – Como economizar na conta de luz

Consumo_consciente_de_energia_eletrica

E a vida sem energia?

É difícil imaginar um dia comum sem os confortos proporcionados pela energia: um banho quentinho, assistir o programa preferido na televisão, beber uma água gelada, tirar as roupas limpinhas da máquina, ligar para uma pessoa querida. Num restaurante, comendo nossa comida preferida, provavelmente não estamos pensando em toda energia elétrica necessária para que nossos desejos sejam saciados.

Imagine então o quão necessário é o uso de energia para uma fábrica, uma empresa, para os hospitais, laboratórios, universidades, supermercados. Sem energia, o caos tomaria conta das ruas e avenidas, pois não haveria nenhum semáforo funcionando e nem iluminação nos períodos noturnos. É importante dar-se conta desses fatos em função da necessidade do consumo consciente.

Gastos desnecessários podem desencadear crises enérgicas que afetariam todos os setores e a nós mesmos. Um desenvolvimento sustentável requer o consumo consciente de energia, por isso é importante incorporá-lo às nossas práticas diárias. É importante sempre nos questionar: realmente preciso usar eletricidade para isso? Em caso de resposta afirmativa, de que maneira consigo garantir a maior eficiência possível do uso?

Então, como fazer?

Há muitas maneiras de otimizar o uso de energia, que vão desde pequenas mudanças nos hábitos e escolha por equipamentos eficientes (que possuem o selo de eficiência A do INMETRO/PROCE) na hora da compra até projetos inteligentes na construção ou reforma da sua casa. Então confira algumas dicas.

Consumo consciente de energia elétrica: pequenas atitudes

É essencial apagar as luzes ao sair do ambiente; se possível, evitar acendê-las durante o dia, reorganizando sua agenda de modo que seja possível aproveitar a luz natural. Manter as janelas, cortinas, persianas abertas. Trocar as lâmpadas incandescentes pelas de LED ou fluorescentes. Estas proporcionam iluminação mais eficiente, têm maior durabilidade e consomem menos energia, até 20% menos se comparadas às primeiras.

Manter desligados os aparelhos eletrônicos da tomada quando não estiverem em uso, é necessário, visto que o stand-by (modo espera) aumenta o consumo em 20%; optar por aparelhos mais modernos também ajuda no consumo consciente de energia, um televisor de LED, por exemplo, tem o gasto de energia diminuído pela metade se comparado aos modelos antigos.

Se estiver usando ar-condicionado, é imprescindível não deixar portas e janelas abertas. A manutenção também se faz necessária, pois filtros limpos, significam gasto reduzido; optar por modelos mais modernos também auxilia na redução de energia, pois, como os televisores, tendem a gastar menos energia; manter a temperatura a 23° promove um clima agradável e reduz consideravelmente o gasto.

A máquina de lavar roupas já é considerada essencial dentre os eletrodomésticos, pois é uma grande aliada devido à falta de tempo constante do dia a dia. Pensando no consumo consciente, é importante juntar o máximo de roupas possível para cada lavagem; manter o filtro limpo, pois, assim, maior eficiência de desempenho é alcançada; modelos modernos também gastam menos; e, de preferência, sempre use no modo de água fria.

Uso consciente de energia na elaboração dos seus projetos

Ao reformar ou projetar sua casa vale utilizar algumas soluções simples e criativas que podem ajudar para o consumo consciente de energia. Projetar os ambientes utilizando o máximo de luz natural, com portas e janelas grandes de vidro; pintar as paredes com cores claras e com bom isolamento térmico; dar preferência a ambientes abertos, com menos paredes; utilizar ventilação apropriada; circuitos elétricos bem dimensionados; e optar por fonte de energia solar.

O sistema de energia solar vem ganhando espaço não só nas residências, mas também nos ambientes comerciais, fabris e até mesmo nos automóveis. É uma energia limpa, pois não emite poluentes no meio ambiente a partir do processo de geração. O gasto mensal de uma casa abastecida com esse tipo de energia pode ter uma redução de até 95%. E nosso país, em função da grande incidência de raios solares, é o cenário perfeito para o abastecimento de suas necessidades durante o ano todo.

Concluindo

Buscando alternativas que reduzem o desperdício e adotando boas práticas para o consumo consciente de energia em casa, o consumidor tem benefícios diretos em seu bolso, pois economiza com as tarifas; e, ainda, contribui para a minimização dos impactos ambientais decorrentes dos processos de geração de energia, garantindo, assim, preservação e sustentabilidade para gerações futuras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *