Como Economizar Luz: O que Precisamos Saber

Como_Economizar_Luz

Quer aprender a como economizar luz? Aproveite esse artigo que preparamos especialmente para voc. Confira agora e boa leitura!

É certo que todos queremos economizar luz no intento de pagar um valor mais baixo na conta de energia. Principalmente, quando estamos nas épocas de estiagem, em que é agregada uma tarifa adicional para cada quilowatt-hora (kWh) consumido, são períodos em que as conhecidas bandeiras amarela e/ou vermelha são acionadas.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), os brasileiros comprometem mais de 20% do salário mínimo nos gastos com energia elétrica. Mas você sabia que pequenas mudanças de hábito podem trazer economias significativas no fechamento da sua conta de luz?

Além do mais, ao usarmos a energia de maneira consciente, sem desperdícios, favorecemos a diminuição dos impactos ambientais que decorrem dos processos de geração energética. Por exemplo, a emissão de gás dióxido de carbono (CO2) pelas termelétricas, que é o principal gás responsável pelo efeito estufa.

Economizar luz contribui para a preservação do meio ambiente e, desse modo, garante um futuro sustentável para as próximas gerações e assegura o nosso bem-estar e de todos os seres vivos. Portanto, o desperdício está diretamente relacionado ao preço que pagamos e aos danos causados ao meio-ambiente: quanto mais desperdício, maior prejuízo ao bolso e ao planeta.

Como_Economizar_Luz

Fornecimento de energia elétrica no Brasil

Em nosso país, mais de 60% da energia elétrica produzida é proveniente de usinas hidrelétricas, conforme afirmado pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros. Esse tipo de produção energética é advindo de uma fonte sem custos: a água.

Nas hidrelétricas, a força da água é utilizada para fazer girar turbinas, que, por sua vez, acionam os geradores e, estes, transformam a energia mecânica em energia elétrica. É um processo de custos não tão elevados para produção de energia, assim como a energia do vento e do sol. Energia solar é obtida a partir da captação de luz e/ou calor do sol; e a eólica, usa a força do vento para produzir energia mecânica através de moinhos.

Em alguns períodos do ano, quando há menos chuvas, os reservatórios de água que são utilizados para geração de energia e responsáveis pela maior parte da produção energética nacional têm sua capacidade de armazenamento reduzida. Nesses casos, há o acionamento das usinas termelétricas para geração energética a fim de suprir a necessidade de abastecimento de energia.

As termelétricas, diferentemente das hidrelétricas, não utilizam a água (recurso sem custo) como fonte fornecedora de energia. Aqui são utilizados carvão, óleo diesel ou gás, que, além de poluírem muito o meio ambiente, têm um elevado custo de produção de energia elétrica. A utilização do diesel é o processo mais caro para produção de eletricidade.

Por esse motivo, durante alguns períodos, são acrescidas as tarifas extras a cada quilowatt-hora (kWh) que consumimos, por exemplo, no inverno. As taxas são vinculadas às cores de bandeiras: verde (livre de taxas), amarela e vermelha, cujas taxas podem chegar a R$ 0,050 de acréscimo por kWh. Então, economizar luz é um alívio e tanto na hora de pagar a conta.

Confira também: Como Aproveitar a Energia Solar – Reduza o seus custos agora Mesmo

Como Economizar Luz? Dicas para reduzir os custos

Em casa, com pequenas mudanças de hábito, podemos conseguir economizar valores consideráveis no pagamento da conta de luz. Trazemos 6 dicas de como usar seus eletrodomésticos da melhor maneira a fim de obter economia na sua conta.

Televisor

Os televisores de LED são os mais econômicos quando comparados às antigas TVs de tubo e aos de LCD. De acordo com a ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações), um televisor que permaneça ligado 6h por dia, é responsável por aproximadamente 6% da energia gasta mensalmente.

É importante desligar a TV quando ninguém estiver assistindo e, inclusive tirá-la da tomada, pois o modo stand-by (modo espera) aumenta o consumo em até 20%. Com a finalidade de evitar que continue ligada enquanto dormimos, podemos ativar a função timer ou sleep de desligamento automático.

Chuveiro elétrico 

Esse é considerado o vilão dos eletrodomésticos, pois de acordo com a ANATEL, seu gasto energético pode ser responsável por até 35% do consumo de energia. Controlar o tempo de duração dos banhos; evitar o modo quente; limpar com periodicidade os furinhos de onde sai a água são medidas que auxiliam na economia de luz.

Lâmpadas

O consumo de energia relacionado à iluminação também não é baixo, podendo chegar a 30% do consumo de energia de uma residência. O primeiro passo para economizar luz nesse âmbito é providenciar a troca de lâmpadas incandescentes pelas lâmpadas de LED ou pelas fluorescentes. As lâmpadas de LED são as melhores opções, pois iluminam mais, são compactas, alta durabilidade e reduzido consumo energético.

Além disso, é importante ficar atento e apagar as luzes quando não estiver mais usando. Se for possível, é interessante organizar os horários de trabalho e estudo que privilegiem o uso de luz natural, abrindo janelas e cortinas.

Geladeira

A geladeira é responsável por até 30% do consumo de energia. Para economizar luz, é necessário pensar desde sua a instalação, porque o ideal é que não esteja perto de fontes de calor ou exposta a raios solares. Tenha cuidado para não guardar alimentos quentes ou mornos. O tipo de prateleiras ideal é de grade, pois as que são feitas de vidro ou plástico podem dificultar a circulação do ar frio.

Ar-condicionado 

Com o calor que faz no Brasil, principalmente no verão, é quase impossível não ligar o ar-condicionado. Ele é responsável por aproximadamente 15% do consumo de energia, de acordo com Anatel. Vejamos alguns passos durante a sua utilização ajudam a economizar luz.

A limpeza periódica do filtro é importantíssima, pois o filtro sujo dificulta o funcionamento do ar-condicionado, exigindo mais “esforço” e, consequentemente, consumindo mais energia. Também é recomendado que se mantenham as portas e janelas fechadas durante seu uso. Deixando o locar, lembre-se de desligá-lo.

Ferro elétrico

Por fim, o ferro elétrico, que se responsabiliza por até 6% do consumo. Para economizar luz durante seu uso, é aconselhado que se junte o máximo de peças de roupa possível, porque ele gasta bastante energia para atingir a temperatura alta quando ligamos. Se possível, passe menos roupas, uma dica é pendurá-las para secar em cabides, assim, evitamos que fiquem amassadas.

Conclusão

Se usamos energia de maneira correta e consciente, conseguimos gastar menos, economizando na conta de luz; e, ainda, contribuímos para a preservação do planeta, ajudando o país a preservar reservas ecológicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *