Como Aproveitar a Energia Solar

energia_solar

Gastamos boa parte do nosso orçamento com as despesas domésticas. Com energia elétrica, conforme indica o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), esse gasto representa 20% do salário. E se eu disser que há maneiras de economizar e que a mais importante delas é aproveitando o sol? Para ajudar você e seu bolso, reunimos neste artigo informações sobre como aproveitar a energia solar.

Primeiro precisamos entender um pouco sobre os processos necessários para a geração de energia elétrica. Depois vamos ver as vantagens em aproveitar o sol como fonte energética.

energia_solar

Processos de geração da energia elétrica

A partir de fontes energéticas (elementos da natureza) são realizados processos que permitem a transformação de energia mecânica, por exemplo, em energia elétrica. Isso é o que acontece nas usinas hidrelétricas, nas quais a força da água é utilizada como fonte de produção de energia mecânica. Que, por sua vez, faz com que turbinas girem e, assim, transformem essa energia em eletricidade.

Nas termelétricas, a obtenção de energia se dá por meio das queimas de petróleo ou de carvão mineral. Esse é o pior método para obtenção energética, pois é o mais poluente e mais caro. Por isso as taxas acrescidas a cada quilowatt-hora (kWh) consumidos nos períodos de pouca chuva, quando são acionadas bandeiras amarela e vermelha.

Quando o sol é a fonte energética, o processo de obtenção de energia se realiza a partir da captação da sua luz e/ou do seu calor. Que são transformados posteriormente em energia elétrica ou térmica. Tal processo de geração é considerado não prejudicial ao meio ambiente. Isso porque são nulos os impactos ambientais. O sol é uma fonte de energia renovável e aproveitá-lo na produção de energia contribui para sustentabilidade do planeta.

Aproveitando o sol na geração de energia solar

Como já dito, a partir do sol, são utilizadas suas propriedades para geração de energia: a luz e o calor. Há dois tipos de tecnologia para obter energia a partir da luz e calor do sol. São denominadas fotovoltaica e heliotérmica. Trata-se de dois mecanismos distintos que envolvem custos, métodos, espaços físicos e tecnologias diferentes.

A fotovoltaica é obtida por meio de sistemas que convertem a luz solar diretamente em energia elétrica. Essa conversão é possível pelo uso de células fotovoltaicas. É o tipo de sistema energético que geralmente vemos instalados em telhados de casas e empresas. Cujo o intuito é produzir energia para o consumo próprio interno. Também são as que vemos instaladas em veículos elétricos mais modernos, que são movidos a energia solar.

A energia solar heliotérmica é obtida por meio de sistemas que convertem luz e calor da luz do sol em energia térmica, ou seja, fonte de calor. Enormes espelhos refletem a luz, que é captada por receptores centrais. É o tipo de processo frequentemente aplicado ao aquecimento de água, ao aquecimento de ambientes e ainda para produzir vapor, que vai ser útil no processo de geração de energia elétrica.

Esse processo tem um custo mais relevado quando relacionado ao primeiro. E ainda exige um espaço físico para instalação muito maior. Por isso tem seu uso limitado a grandes projetos.

A grande vantagem do segundo processo mencionado é que ele permite reservar o calor para que seja utilizado posteriormente. Permitindo, assim, geração de energia nos períodos noturnos, ou seja, sem sol. No entanto, em função dos contras já ditos (custo e espaço), a tecnologia fotovoltaica é a mais utilizada.

O Brasil é um dos países com maior incidência de raios solares durante praticamente todos os dias de todos os meses do ano. Fato que apontam perfeitas condições para instalação de sistemas de energia solar. Adiciona-se a isso, a possibilidade de economizar até 95% na conta de energia.

Aproveitando a energia solar por meio dos sistemas fotovoltaicos, garantimos gigante economia nas contas de luz pelos próximos 25 anos, no mínimo. Além de contribuir para a preservação do planeta. É bem-estar e cuidado com a gente e com as próximas gerações.

Como exatamente funciona o sistema fotovoltaico para a geração de energia solar

No sistema fotovoltaico a luz solar é convertida direta e instantaneamente em energia elétrica. Isso acontece por causa do efeito fotovoltaico. Quem o descobriu foi Alexandre Edmond Becquerel no ano de 1839. Ele foi um físico da França que fez tal descoberta por meio da observação de alguns materiais metálicos. Segundo ele, esses materiais emitiam elétrons quando entravam em contato com a luz, dependendo da sua intensidade.

A placa solar, também conhecida como módulo fotovoltaico, tem seu funcionamento baseado na emissão de elétrons descoberta pelo físico. Muitas células fotovoltaicas compõem essa placa. Tais células são feitas a partir de materiais semicondutores, o mais conhecido e utilizado é o Silício.

Entretanto é preciso que o material semicondutor utilizado seja transformado artificialmente a partir de um processo de modificação conhecido como dopagem. Nesse processo são criadas diferentes camadas, uma deve ser positiva e a outra negativa. Isto é, elétrons ausentes em uma e em excesso na outra.

Posteriormente, é preciso unir essas duas camadas de modo que a positiva esteja abaixo da negativa. Desse modo, a luz do sol, quando em contato com a camada negativa, faz com que seja liberado os elétrons, conforme averiguado pelo físico francês. Que, por sua vez, passam para a camada positiva e, assim, é formada a cadeia elétrica.

O potencial total da capacidade energética de uma placa solar é medido por meio da soma de cada uma dessas células. Somando-se a corrente elétrica das células, sabe-se quantas placas serão necessárias a depender da necessidade do usuário. Hoje, a média das placas comercializadas se encontra entre 275 e 335 watts.

Vantagens em aproveitar a energia solar

As vantagens primordiais vistas e confirmadas por quem já utiliza o processo de obtenção energética por meio da técnica fotovoltaica são: a gigante economia na conta de luz; a valorização do seu imóvel e a contribuição para a preservação ambiental. Trata-se de um sistema de geração de energia sustentável e 100% silencioso. Cuja vida útil das placas se estende para além dos 25 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *